Mensagem do presidente
09:26:18 
Tempo
Temperatura 12ºC + Info
Aveiro Cidade dos CanaisCentro Municipal de Interpretação AmbientalPrograma de Ação Educativa do Município de AveiroGabinete de Inserção ProfissionalXIII Bienal Internacional de Cerâmica Artística de Aveiro 2017Eleições Autárquicas 2017
Boletim Municipal
Agenda Teatro Aveirense
 
Biblioteca Municipal
Mercados e Feiras
Museus da Cidade
Aveiro Jovem Criador
Gabinete de Atendimento Integrado (GAI)
Sistema Gestão Escolar
Sistema Municipal de Informação Geográfica de Aveiro
Home Noticias
  "MUSEUS DE AVEIRO" COM BALANÇO MUITO POSITIVO

 

O Ano de 2016 representou o primeiro ano completo de exercício da gestão dos Museus de Aveiro. Ano particularmente interessante, com resultados muito positivos que resultam de uma estratégia bem delineada na política museológica municipal.

Apostando de forma estratégica na Cultura e no Turismo, a Câmara Municipal de Aveiro recebeu em 2015 a delegação de competências para a gestão do Museu de Aveiro/Museu de Santa Joana, iniciada no dia 1 de agosto, objetivando o melhoramento da qualidade na gestão, reafirmando o papel na vida cultural e na promoção turística da Cidade, do Município e da Região. Os bons resultados são evidentes ao nível da participação e registo de público nos Museus de Aveiro: 88.402 visitantes registados na plataforma eletrónica de estatística, correspondente a trabalho expresso nos resultados obtidos no crescimento do número de visitantes.

O Museu de Aveiro / Museu Santa Joana registou um crescimento de 23,61% face a 2015 para um total de 51.693 (e em relação a 2014 regista-se um crescimento de 35,2%). Também o Museu da Cidade apresenta um crescimento do número de visitantes de 17,5% face a 2015, para um total de 36.709.
 
A gestão municipal do Museu de Aveiro / Museu Santa Joana, pautou-se, ao longo de 2016, por um acréscimo muito significativo, de 23,6%, número este revelador, desde logo, da aposta estratégica e do investimento que o Município depositou na gestão deste equipamento museológico de referência em Aveiro e que obteve retorno direto no interesse dos visitantes e da própria comunidade, bem como do impacto na própria gestão corrente e na qualificação do Museu, na equipa de colaboradores, na gestão do edifício.
 
A programação anual com uma tónica de regularidade no que concerne ao número de atividades, à diversidade de temáticas abordadas, à exploração e potenciação dos diferentes espaços e funções museológicas, resultou assim, numa oferta cultural qualificada, e em especial, numa procura por diferentes segmentos de público. 
Entre esta diversa e completa programação, foram definidos eventos e momentos âncora, os quais resultaram tanto de produção interna das equipas dos museus como da cooperação com outras entidades de âmbito local e de referência nacional e internacional na área da cultura e museologia.
 
Desde 1 de janeiro de 2016, o Museu de Aveiro / Santa Joana passou a ter um programa regular de exposições temporárias nos vários espaços formais e em espaços improváveis do Museu, a par com a aposta em grandes exposições e eventos, de que são exemplo concertos de elevada qualidade, exposições internacionais como Notes on Tomorrow do projeto CreArt e a mostra de doçaria conventual, e ainda os ciclos de palestras, lançamento de livros, peças de teatro e instalações artísticas. 
 
A valorização da figura de Santa Joana de Aveiro como verdadeira Padroeira do Município de Aveiro, foi assumida como peça central de comunicação, na Sua dupla condição de valor patrimonial e de fervorosa devoção. A celebração do protocolo tripartido entre a Diocese de Aveiro, a CMAveiro e a Irmandade de Santa Joana, firmado no dia 12 de maio de 2016, contribuiu para que Santa Joana seja, cada vez mais, a protetora de todos os Aveirenses e, simultaneamente, um forte impulso no registo de visitantes / devotos, a usufruir do Museu de Aveiro / Museu Santa Joana. 
 
O Museu da Cidade, aberto ao público desde 2008 e sob gestão municipal, tem-se revelado um elemento importante e diferenciador no conceito de museus municipais. Museu de território, tem vários núcleos temáticos, como o Museu Arte Nova e o Ecomuseu Marinha da Troncalhada, ostenta a sua coleção na Cidade, cumprindo um conceito inovador que atrai o visitante para a memória e identidade coletiva de Aveiro. Com a sua renovada entrada, partilhada no seu rés-do-chão, com no “Espaço Turismo e Museus”, este Museu torna-se o centro de atração de fluxo de visitantes, sendo espectável um crescimento muito significativo de públicos nos espaços museológicos municipais, para o corrente ano e em 2018.
 
Em 2016, o Museu da Cidade registou um crescimento na ordem de 17,59% face a 2015, expressando claramente a retoma de visitantes aos seus núcleos, em particular ao Museu Arte Nova. Como nota positiva e a salientar, tanto o Museu Arte Nova como o Museu da Cidade conjugam atividades dentro dos seus espaços com a forte atração da visita à coleção Arte Nova em espaço público. 
 
Os Museus de Aveiro, num evidente crescimento efetivo e consistente, são, cada vez mais, um produto cultural de excelência, capazes de ser geradores de dinâmicas culturais, tendo sempre por base a sua missão social e de afirmação no desenvolvimento local associado à estratégia de marketing cultural e, foco de interesse turístico de Aveiro. 
      17-05-2017
 
Você é o Visitante nº:
11189567
Copyright - Todos os Direitos > 2011 Câmara Municipal de Aveiro
1024x780