Object reference not set to an instance of an object. Câmara municipal de Aveiro- Página de entrada
Mensagem do presidente
 
Aveiro Cidade dos CanaisCentro Municipal de Interpretação AmbientalPrograma de Ação Educativa do Município de AveiroGabinete de Inserção ProfissionalXIV Bienal Internacional de Cerâmica Artística de Aveiro 2019
Boletim Municipal
Agenda Teatro Aveirense
 
Peduca
botao_bma.jpg
botao_mercados_feiras.jpg
botao_museu_cidade.jpg
Mãe de Água
CCA_header.jpg
gai.jpg
SGE.jpg
Sistema Municipal de Informação Geográfica de Aveiro
  

 

A Câmara Municipal de Aveiro atribuiu sete Distinções Honoríficas Municipais que foram entregues na sessão solene do Feriado Municipal de 12 de maio de 2018:

- Regimento de Infantaria nº 10, Medalha do Município em Ouro;

- Joaquim António Gaspar de Melo Albino, Medalha de Mérito Municipal em Prata (a título póstumo);
- António Costeira, Medalha de Mérito Municipal em Cobre;
- Casimiro Simões Calafate, Medalha de Mérito Municipal em Cobre;
- David Paiva Martins, Medalha de Mérito Municipal em Cobre;
- Arlindo Silva, Medalha de Mérito Municipal em Cobre;
- Ricardo Limas, Medalha de Mérito Municipal em Cobre.

100 Anos de Ouro em Aveiro

A Distinção com a Medalha de Mérito Municipal em Ouro irá acontecer no ano em que o Regimento de Infantaria n.º10 (RI10) comemora o 100º aniversário da sua presença em Aveiro. 
A Câmara Municipal de Aveiro (CMA) considera que o RI10 tem sido uma referência na defesa nacional, sendo a única unidade militar portuguesa que na sua história pertenceu aos três ramos das forças armadas (Marinha, Força Aérea e Exército).

O Regimento e a CMA têm vindo a aproximar e reforçar os seus laços de cooperação, bem visíveis no projeto de turismo militar e na realização de dias abertos e outras ações, no âmbito do protocolado e firmado recentemente, destacando-se a obra a inaugurar em junho de 2018 do acesso público ao Molhe Norte.

Com a sua localização singular em São Jacinto, o RI10 assume um papel de extrema importância para o País, e embaixador de Aveiro no mundo, com a participação regular em missões internacionais no âmbito das Organizações Internacionais, na salvaguarda da paz e da vida e dos interesses dos portugueses.

Tem também cooperado em missões de proteção civil e em tarefas relacionadas com a qualidade de vida das populações.

Recentemente, num trabalho conjunto e de serviço às boas causas do Município, é de registar uma grande proximidade com a CMA, fazendo de Aveiro, o palco das mais altas comemorações do Dia da Unidade, bem como na realização de exercícios de demonstração e formação junto da Comunidade Aveirense, no âmbito das iniciativas promovidas pelo CMA, sempre numa lógica de Cooperação e Cidadania Ativa e Responsável.

Gaspar Albino, do empreendedorismo, à cultura e cidadania
Joaquim António Gaspar de Melo Albino desenvolveu um trabalho notável e de benemérito ao longo da sua vida, com um realce especial para as áreas da cultura e da cidadania, evidenciando a sua profunda ligação e dedicação a Aveiro. 

Foi exemplo de empreendedorismo tendo sido empresário no setor das pescas, bem como nas artes gráficas, um forte impulsionador do associativismo aveirense estando ligado à fundação de várias associações de caris cultural e beneficente: foi diretor do Clube dos Galitos, fundador do CETA, presidente fundador do Lions Clube de Aveiro, sócio fundador do Lions Clube de Santa Joana, vice-governador e Governador do Centro Norte do Lions Clubes e fundador da AMUSA. Foi, ainda, diretor do Jornal Correio do Vouga, e um premiado artista plástico de Aveiro.

Gaspar Albino foi Vereador da Cultura, durante dois mandatos, primeiro secretário do Conselho Municipal de Aveiro e vogal da Assembleia Municipal de Aveiro.
Reconhecido Aveirense – será agraciado a título póstumo com a Medalha de Mérito Municipal em Prata – merecedor do respeito e da consideração de todos, do reconhecimento da sua partilha de vida, que queremos divulgar como instrumento de estímulo para o crescimento da cidadania ativa e da criação artística apostados que estamos em construir um Município mais desenvolvido e mais forte.

Ex-Presidentes de Junta homenageados

 Casimiro Calafate, David Paiva Martins e António Costeira, todos ex-Presidentes das Juntas de Freguesia de Cacia, Aradas e São Jacinto, respetivamente, que cessaram funções no final do mandato 2013/2017, receberão este sábado, 12 de maio, das mãos do Presidente da Câmara Municipal, a Medalha de Mérito Municipal em Cobre, devido ao trabalho feito em prol das suas comunidades, ao longo da sua vida.

Casimiro Simões Calafate, natural de Cacia tem desenvolvido um trabalho de referência em prol da sua Freguesia e do Município de Aveiro, contribuindo de forma relevante para o seu desenvolvimento e afirmação. Iniciou as suas funções autárquicas integrando o executivo da Junta de Freguesia entre 1994 e 2001. De 2001 a 2005 foi membro da Assembleia de Freguesia de Cacia e a partir de 2005 até 2017 cumpriu três mandatos como Presidente da Junta.

Tem ainda um historial de referência no universo associativo tendo sido presidente da Associação dos Lavradores do Baixo Vouga, entre 1993-2003 e desempenhado a função de primeiro vogal da Mesa da Assembleia Geral do Clube Estrela Azul, desde 2001.

Por seu turno, David Paiva Martins natural de Aradas é um estudioso e profundo conhecedor da realidade sociocultural de Aradas, tendo desenvolvido um trabalho de referência em prol da sua cultura e da cidadania, com obras publicadas de historiografia local, contribuindo decisivamente para o conhecimento e divulgação da história e do património de Aradas.
Foi Presidente eleito da Junta de Freguesia entre 2009 e 2017, Presidente de Assembleia de Freguesia entre 1998 e 2002 e vogal do Executivo da Junta entre 1994-1998;

Na sua dedicação a Aveiro exerceu ainda, funções de tesoureiro da Mesa Administrativa da Santa Casa da Misericórdia. 

Por último António Costeira cumpriu dois mandatos como Presidente da Junta de Freguesia de São Jacinto entre 1998-2001 e 2002-2005, e tem ainda um historial de dedicação ao movimento associativo, apoiando os agentes culturais e recreativos de São Jacinto, aos quais sempre tem dedicado especial atenção, o que contribuiu e contribuiu para o desenvolvimento da sua terra.

A importância da Cultura em Aveiro

Arlindo Silva e Ricardo Limas, dois aveirenses que têm desenvolvido um trabalho de referência em prol da cultura, serão reconhecidos pela CMA, com a Medalha de Mérito Municipal, grau Cobre.

Com uma forte ligação à área da representação, Arlindo Silva tem desempenhando desde os tempos iniciais do CETA – Circulo Experimental de Teatro de Aveiro, uma atividade por mais de cinquenta anos como encenador, produtor e ator. 

Ao longo do seu percurso no CETA foi fundamental para que esta companhia teatral obtivesse numerosos prémios e reconhecimento na área do teatro, afirmando a arte da representação em Aveiro, fazendo do CETA um agente cultural de referência nacional.

Por sua vez, Ricardo Limas tem contribuindo para a preservação e difusão do canto coral e dos seus valores identitários. 

É um exemplo do movimento associativo de Aveiro, em particular ao serviço por mais de quatro décadas, do Coral Vera Cruz, do qual foi fundador, presidente, coralista e maestro. Paralelamente foi diretor e músico da Banda Amizade.

Nesta sua dedicação à Cidade e ao Município de Aveiro, Ricardo das Neves Limas foi diretor do Sport Clube Beira-Mar, sendo o autor e compositor da Marcha do Clube.
Documentos:
Último Comentário

 
Você é o Visitante nº:
14574246
Copyright - Todos os Direitos > 2011 Câmara Municipal de Aveiro
1024x780